Livro à venda

link de compra

http://carreiraliteraria.com/produto/estacoes-em-poesia/

capa3dAos amigos que  desejam adquirir o livro e viajar nas asas de doces lembranças, podem acessar o site da Editora Oito e Meio.

O valor é bem acessível e a leitura será agradável.

Durante a leitura podemos transpor o tempo, passando pelas doces fases da vida, apreciando os bons momentos das brincadeiras de infância, do primeiro amor, do cotidiano…

Um caminho que nos é dado a desenhar  com sorrisos, lágrimas e encantamento. Viver é pintar uma aquarela. A tinta, o Criador nos oferece, ao nascer, junto com uma enorme tela toda em branco. A arte nós a fazemos aos poucos, aos pingos, aos borrões…

Quem vai ler e interpretar essa pintura? Depende dos corações que afetamos com nossa existência. E então, eternizamos nossa história. Plantamos sementes nos corações para que floresçam, para que coloram outras paisagens e criem outras telas.

Um abraço a todos.

Aparecida Dias

Amor Fraterno

 

anjos sem asas

O amor é esse sentimento que faz morada no coração da gente

E com jeito dengoso abraça a alma.

Sem que percebamos, ele nos ensina uma porção de coisas

Que acabamos por fazer, sem nos darmos conta:

 

Aquela vontade de ver feliz a pessoa que amamos

E tanto com ela nos preocupamos

Que até esquecemos o sono.

E quando essa pessoa decide partir

Por razões de bem querer

Nosso coração fica despedaçado

De saudade, apertado

E ainda, assim, sorri.

 

Aparecida Dias

Pulsante

chuva

 

Hoje, meu anjo brincou de hidroperaltice

Peneirou água no meu coração

E fez chover, nos meus olhos, a saudade do teu olhar

Lavou a tristeza teimosa e chorosa

Que inventou de fazer ninho

Nas frestas rasgadas do meu peito

 

Fecha, anjo molhado, essa porta

deita fora essa chave

Pois é o único jeito

Acalma essa tonta

E sai de mansinho

Deixa costurado e remendado

Esse coração se refazer sozinho

 

Mas antes da partida

Sobra bem leve

Porque beijo de anjo

Cura ferida.

Anjo Protetor

ftw-940x-twins-dancing

 

Dá-me tua mão e afaga a minha alma

Estou com medo

Ampara-me nesse momento de insegurança

Cuida dos meus sonhos guardados em caixas de segredos

Fala-me com doçura, pois tua voz me acalma

Sorri  a luz que irradias a cada sorriso teu

Dá-me a tua mão, anjo meu

E teça comigo um par de asas.

O mundo é vasto, eu  já desconfiei

Mesmo que ainda eu não tenha caminhado o suficiente para sabê-lo.

Abraça-me. Quero voar

Quero olhar com olhos de ver e de sentir

Quero sorrir

Anjo camarada não me esconde nada.

Grande também é a dor, eu sei

Tantas vezes machuquei esse meu coração desprotegido

E mesmo sem saber o motivo, chorei.

Vieste tu, anjo adorado

Destinado a proteger-me

Então, ensina-me as coisas abstratas

Para que eu possa saber aonde pousar os meus sonhos

E reaprender a viver

Anjo, doce anjo meu

Desenha um caminho nessa montanha de ilusões

Pinta comigo uma aquarela

E colore as sombras que deixei.

Viver é um desafio

É teia de fino fio que nos pomos a construir

E só tu, anjo sem asas

Sabes desfazer com calma

O laço que se envolveu em embaraços.

Anjo de luz

É tua missão

Dá-me a tua mão.

 

Aparecida Dias

Segredos

segredo
SEGREDO
Olho-te
Meus olhos sorriem ao pousarem nos teus
Tanto brilho num doce labirinto em chamas
Envolta nas ondas de desejo que nos abraçam
Entrego-me ao teu encanto
Em afagos, desenho teu rosto
Nos teus lábios prendo meus beijos
Carícias molhadas e perfumadas
Escorrem no suave toque dos seus dedos
Meu corpo transpira doce mistura de energia:
Fragrância da paixão
Banhados no mesmo suor
Unidos num só orgasmo
Amantes sufocados no suspense de um gemido…
Pecado contido.
E morremos um no outro
Nesse instante de paz.
Dois seres e uma alma
 Descansam nus,  nos braços da calma.
Aparecida Dias