Lágrimas

FBA80AF8-ADA8-479D-8F3D-40EC5B175E70

 

Toquei o teu rosto n’água refletido

e ele desfez-se em líquidas ondas.

As carícias que eu te fiz

em outras ondas repetidas

transformaram-se.

E sentidas por não te abraçar

Choraram com saudades de ti.

 

Em ondas chorosas, meu coração velejou

a buscar os teus olhos que n’água ficaram.

A cada lágrima que caía

nova onda fazia-se

e embaraçava o meu olhar

que tua imagem buscava.

E por mais que eu insistia

Menos a tua face eu  via.

 

Mergulhei nas frias águas

A procura do teu calor

Serena pousei-me no fundo azul

Sob a líquida cortina

que te escondia de mim.

N’ águas mansas te encontrei:

Teu rosto roçou o meu

e a sorrir, eu te beijei.

 

Aparecida Dias

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Lágrimas

  1. Aparecida Dias,

    grato pelas visitas ao Uaíma. Como se diz, “em frente, que atrás vem gente.” Mas eu não passaria por aqui, ler, e não destacar seu verso “em outras ondas repetidas”.

    Um abraço.
    Darlan M Cunha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s