O brejo

pantano

Chega a noite e o pântano coberto de flores

exala um cheirinho bom  de adoçar.

Lírios brancos de suave aroma ,

buquês de flores no pantanal.

Parece dia de festa no lamaçal.

Martela o sapo carpinteiro a coaxar…

Quem foi!  Não foi!

Fazer algazarra no brejo animado

em noite de luar?

Marrecos escondem-se nos ramos

com medo de assustar

a lontra vaidosa que passa a nado pro lado  de cá.

Uma chuva de pirilampos

cai sobre o pântano

a rodopiar…

Tem bicho grilo acordado

no brejo enluarado.

E a saparia em festa não decide quem vai falar.

Dizem que foi!

Que não foi!

Com tanto bicho no mato

Quem será?

A batucada esquenta no lamaçal!

Quem convidou a bicharada

pra festa no pantanal?

Aparecida Dias

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s