Naufrágio

Mergulhada em lembranças

Deixo-me levar pelas ondas da saudade…

Gigantes ondas que engolem-me com toda a minha história

Leva-me ao fundo escuro  do mar

Onde perdida e a chorar

Vagueio…

Em desespero, com medo da morte

Rogo aos céus pela minha sorte

E sem forças para lutar

Entrego-me à gula  das ondas famintas

Já sem destino, sangrando de dor

A insana tormenta cospe-me náufraga

Na praia solitária.

Despida dos sonhos

Sinto a tristeza molhada

A lavar o meu rosto

Choro…

Um choro demorado

Que leva o sol para o outro lado

E eu fito o horizonte

A linha tênue que indica

Onde tudo termina

E recomeça.

No ímpeto de encontrar a felicidade

Atiro-me nas águas

Na incansável busca do teu amor.

Aparecida Dias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s