Vieste me ver

À  noite, vieste me ver

Chegaste de mansinho e abraçaste-me de surpresa

Foi tamanha a emoção que eu não pude me conter.

Deixei a saudade escapar  calada

Em par, na minha face molhada

Abracei-te.

Solucei.

Ri e chorei no mesmo instante.

Os teus lábios silenciaram-me num beijo demorado

Enquanto eu, feito concha, agasalhei-me nos teus braços.

Fitei-te

E ficamos por um tempo a nos contemplar

Tu estavas tão feliz!

Admirei o teu sorriso e também sorri.

De mãos dadas pusemo-nos a caminhar

Na campina enluarada

Embalamos nossos sonhos pousados na relva

E pouco a pouco o silêncio, em nós, fez morada.

Dormimos assim abraçados

Não sei como tu foste

Nem mesmo sei se foste

Ou se  apenas saíste  a colher-me um ramo de flores

Por isso estou a  esperar

Outra noite, outro luar

Outros beijos teus

Outro abraço a nos embalar.

Anúncios

Um pensamento sobre “Vieste me ver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s