Olhar fractal

O brilho vivo do teu olhar, ao encontrar os olhos meus,

deixaram se estar

refletidos na tela de um pintor, em geometria fractal

Enlaçados pelo brilho fascinante

presos pelo mesmo desejo de amar

Fez do reflexo azul, um mundo particular

e do desejo, um sonhar constante.

Basta-me pensar em ti que vejo teus olhos a me olhar

e dentro deles, os meus olhos também a te olhar

mergulhados no azul sem fim deste fractal

O teu olhar a refletir neste espelho de olhos

que devolve o mesmo brilho em geometria natural.

Subitamente pendo em partir,

fugir deste labirinto

esquivar-me desses olhos que prendem-me a sorrir

Mas a luz que vem do brilho de um par de gotas do oceano

Retém-me submersa

inundada de desejo

por esses olhos que me renderam

Tento rasgar a tela  emoldurada

ou quebrar o espelho dessa imagem refletida

Rasgo-me a face, corto-me o coração

Deito fora, em lágimas, o desejo da paixão.

Lanço-me sobre a poeira largada dos pés que se foram…

Abraço-me…

E rouba-me o sono com pena do meu penar

A dormir sonho com teus olhos a mirar-me

e dentro deles, os meus a te contemplar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s