Jardineiro

mje4nu1uyzvnvvjuute45969Um louco, no jardim
Escondeu – se (em plena primavera)
Regou os sapos,
Cultivou o formigueiro,
Cantou com os pássaros,
Colocou lagartos no muro e
Semeou borboletas no canteiro.
O louco do jardim
Cobriu de rosas os meus cabelos
E eu, louca também,
Vesti-me de flores,
Corri,
Ventei,
Abracei o louco do jardim.
E no abraço perfumado
Quis o louco, meu namorado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s