Permita-me te amar

Disseram-me um dia que  o meu bem querer é impossível

E que  esse amor é proibido.

Proibida está  a dor   de  rasgar o coração que um dia se encheu de vida

Proibido está o choro  de romper do fundo da uma alma  e marcar um rosto que queria sorrir

Quem  é tão poderoso  a ponto de   apoderar dos  sentimentos alheios

E determinar a quem deve amar?

Onde estão os requisitos básicos de escolha do seu par?

Permita-me  entregar

Sem  temores e  ressentimentos

De aninhar em teus braços

De sentir o sabor de teus beijos

E saciar- me nos teus desejos.

Permita-me chorar

Pela emoção de estar contigo

Permita-me amar

Pois é amando-te que eu vivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s